Quantcast
Transportes

GLS atualiza frota com veículos movidas a GNL e Bio-GNL

A GLS, um dos principais operadores italianos de correio expresso, atualizou a sua frota com 120 novos veículos movidos a GNL e Bio-GNL.

A GLS, um dos principais operadores italianos de correio expresso, atualizou a sua frota com 120 novos veículos movidos a gás natural liquefeito (GNL) e Bio-GNL da Iveco. Em comunicado, a Iveco revela que as novas unidades Iveco S-Way vão substituir uma frota de veículos a gasóleo (70% de veículos Euro 6 e 30% de veículos Euro V).

A substituição dos veículos vai permitir, segundo a Iveco, uma redução de CO2 em 7.300 toneladas, o equivalente à plantação de 146.000 árvores, cobrindo uma área comparável a 487 campos de futebol. Com o biometano, alcança-se uma redução de CO2 em 78.000 toneladas, representando 1,5 milhões de árvores plantadas, ocupando uma área equivalente a mais de 5.000 campos de futebol.

Esta iniciativa insere-se num mais amplo “Projeto de Proteção Climática” da GLS, que visa compensar, até 2022 e em 100%, as emissões produzidas, através de programas de compensação certificados, e reduzir significativamente as emissões até 2025, utilizando sistemas de transporte ecológicos, com trações elétricas/híbridas para transportes e trações de último quilómetro, em missões de longa distância.

“Este ambicioso novo projeto com a Iveco faz parte da nossa estratégia mais alargada para garantir que pelo menos 20 a 25% da nossa frota esteja equipada com mecânicas de reduzido impacto ambiental até 2022 e de 45 a 50% até 2025”, comenta Klaus Schaedle, Diretor Geral de Group Area na GLS.