Ambiente

HAVI e a Scania minimizam pegada ambiental da McDonald’s em Espanha

HAVI e a Scania minimizam pegada ambiental da McDonald's em Espanha

A HAVI e a Scania, atores-chave na cadeia de abastecimento da McDonald’s, anunciaram o alargamento da sua frota de 14 veículos a gás antes de finais de 2018, com o objetivo de minimizar as emissões de CO2. A iniciativa nasce em resposta à crescente exigência dos consumidores para que as empresas de logística implementem sistemas de transportes de mercadorias mais sustentáveis.

Destes veículos, 12 funcionam a gás natural liquefeito (GNL) e os restantes a gás natural comprimido (GNC). Anteriormente, a HAVI Espanha dispunha já de dois camiões a GNC, pelo que a companhia passará a ter um total de 16 veículos a gás.

Estes camiões foram concebidos para não contaminar o ar e, desse modo, contribuem para reduzir significativamente as emissões de carbono nos núcleos urbanos. O GNL e o GNC reduzem as emissões de carbono em aproximadamente 20%, prevendo-se que se esta aposta pelo aumento dos veículos a gás continuar, a cadeia de abastecimento da McDonald’s acabe, no futuro, por utilizar biogás liquefeito e comprimido, que possa ser misturado com o gás natural ou substitui-lo por completo. Ao utilizar biogás, a redução das emissões de CO2 atingirá os 90%, logo que este biocombustível esteja disponível no mercado.

Equipados com motores de baixas emissões de ruído e sistemas de refrigeração, os novos camiões são também muito mais silenciosos do que os veículos de entregas convencionais, o que também ajuda a reduzir a poluição sonora nas entregas urbanas. Concretamente em Madrid, os veículos irão estar equipados com sistemas de refrigeração elétricos especiais para reduzir ainda mais as emissões de carbono e os níveis de ruído.

O itinerário dos combustíveis ecológicos HAVI-Scania está diretamente alinhado com o Plano de Apoio à Mobilidade Alternativa (MOVALT), uma iniciativa do governo espanhol que promove a substituição das frotas de transporte rodoviário por veículos de baixas emissões.

O anúncio da HAVI e da Scania, que pressupõe um apoio à iniciativa Scale For Good, da McDonald’s, implica o compromisso global da companhia para fazer face aos principais desafios globais que a sociedade enfrenta, entre os quais a sustentabilidade e a luta contra as alterações climáticas, assumindo especial importância.

John Alves, Diretor-geral da McDonald’s Espanha, refere, em comunicado: “A inovação é absolutamente necessária no nosso percurso rumo à sustentabilidade, como parte da nossa estratégia global Scale For Good. Nesta linha, trabalhamos dia-a-dia junto dos nossos fornecedores, como é o caso da HAVI e da Scania, para criar e implementar soluções inovadoras que contribuam para melhorar a sustentabilidade da nossa cadeia de abastecimento”.

Já Rafael Gómez, Vice-presidente Senior de Gestão de Operações e Transporte da HAVI, acrescenta: “Como fornecedores líder de logística da McDonald’s, temos o claro compromisso de apoiar a estratégia Scale For Good da companhia e todas as suas iniciativas de sustentabilidade. Queremos ser pioneiros na mudança para novos padrões no sector das entregas urbanas e implementar medidas específicas para beneficiar o meio ambiente e contribuir para o bem-estar das comunidades em que operamos”.

Sebastián Figueroa, Diretor-geral da Scania Iberia, salienta, por sua vez, que: “Esta associação é um exemplo de como as empresas de transporte, os fornecedores de serviços de logística e os fabricantes de camiões podem trabalhar em conjunto para liderar a mudança para um sistema de transporte sustentável”.

De referir que a rede logística da McDonald’s percorre anualmente mais de 400 milhões de quilómetros para transportar bens alimentares.