Indra entra na Tailândia com contrato de 6,5 milhões de dólares

A Indra entrou no mercado de tráfego aéreo de Tailândia através da adjudicação de um contrato à Aerothai para implementar os seus sistemas de vigilância e controlo nos aeroportos internacionais de Ubon Ratchathani e Phuket.

A Indra entrou no mercado de tráfego aéreo de Tailândia através da adjudicação de um contrato à Aerothai, o fornecedor de serviços de navegação aérea tailandês, para implementar os seus sistemas de vigilância e controlo nos aeroportos internacionais de Ubon Ratchathani e Phuket. O contrato tem um custo de 6,5 milhões de dólares e um prazo de execução de 12 meses.

Este contrato junta-se aos conseguidos na China e Indonésia nos últimos meses, através dos quais a companhia reforça a sua posição neste importante mercado.

A Indra implementará nos aeroportos de Phuket, Ubon Ratchathani e Suratthani os seus sistemas de vigilância e controlo do espaço aéreo baseados no sistema radar secundário monopulso em modo S de desenvolvimento próprio. Entre as vantagens desta tecnologia, destacam-se a melhoria da segurança de detecção e identificação, o aumento da eficiência e da capacidade, o que permite um maior número de voos por hora e resulta numa maior rentabilidade do aeroporto.

Este projecto reforça, igualmente, a posição da Indra na Tailândia, onde já desenvolveu a estação de controlo do satélite Theos de observação da Terra, que será uma ferramenta chave para prevenir e enfrentar as catástrofes naturais no Sudeste asiático.