Quantcast
Transportes

Indra preside novo grupo de trabalho WG-115

Comissão Europeia adota novas regras para circulação de drones

A Eurocae, Organização Europeia de Equipamento de Aviação Civil, confiou à Indra a presidência do novo grupo de trabalho (WG-115) que irá uniformizar a tecnologia anti-drone para proteger os aeroportos de todo o mundo, através do desenvolvimento de padrões que suportem a implementação destes sistemas.

A reunião de lançamento do grupo ocorreu em dezembro e contou com 44 especialistas de 36 organizações, entre elas a Comissão Europeia, a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) e o Eurocontrol. Após votação, o grupo decidiu incumbir a presidência ao representante da Indra, Jorge Munir El Malek, que dirige desde então o grupo de trabalho que definirá os requisitos mínimos que os sistemas devem cumprir para poderem ser implementados.

Os Aeroportos, fornecedores de serviços de aviação, bem como os restantes atores envolvidos na segurança das operações procuram urgentemente implementar sistemas eficazes para fazer frente ao problema dos drones, através da deteção e impedimento que os drones voem sem autorização, nas proximidades das suas instalações.

Os sistemas anti-drone são integrados por sensores de diferentes tipos que permitem detetar a presença de aeronaves de pequena dimensão a vários quilómetros de distância, identificando-as e aplicando contramedidas para impedir seu acesso à área que protegem.

O grupo exercerá a sua atividade durante 2020 e 2021, tendo fixado como objetivo a elaboração de três documentos de referência: a definição do conceito operativo ligado a este tipo de sistemas (C-UAS), a especificação de requisitos de rendimento para a deteção de UAS não cooperantes e a especificação de requisitos de interoperabilidade com os sistemas já existentes.

Mob Lab Congress 2020