Portos

Investimentos em Sines vão criar 900 postos de trabalho até 2039

Investimentos em Sines vão criar 900 postos de trabalho até 2039

O Governo prevê que sejam criados, até 2039, cerca de 900 postos de trabalho no Terminal XXI do Porto de Sines, na sequência do investimento 660,9 milhões de euros do concessionário daquele porto.

De acordo com o Jornal de Negócios, este investimento está previsto num aditamento ao contrato de concessão assinado na passada sexta-feira (12 de outubro) no Ministério do Mar entre a administração do Porto de Sines e a empresa concessionária PSA Sines.

A renovação desta concessão será de mais 20 anos, passando dos 30 inicialmente previstos para 50, e prevê um investimento global de 660,9 milhões de euros que inclui a expansão do cais de acostagem, mas também a manutenção, substituição e renovação de equipamentos já instalados nas fases anteriores. Deste investimento global, a PSA Sines pretende aplicar 134,4 milhões de euros em infraestruturas, concretizadas entre fevereiro de 2021 e o final de 2023. Além disso, está previsto um investimento de 9,3 milhões de euros para a expansão da ferrovia, já existente, e 154,2 milhões para novos equipamentos a adquirir até 2027, num total de 297,9 milhões.

Com este investimento, o Executivo estima que seja possível aumentar a capacidade dos atuais 2,3 milhões TEU (medida padrão para calcular o volume dos contentores) para 4,1 milhões. A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, diz ainda que este investimento poderá permitir a criação de mais emprego direto e indireto na região, nomeadamente 900 postos de trabalho diretos. Atualmente, o Terminal XXI do Porto de Sines emprega mais de 1000 pessoas.