Transportes

IVECO apoia o desenvolvimento do GNL

IVECO apoia o desenvolvimento do GNL

O BioLNG EuroNet anunciou recentemente o seu empenho na expansão do GNL (Gás Natural Liquefeito) como combustível para o transporte rodoviário em toda a Europa, com a criação de uma nova infraestrutura capaz de assegurar o seu sucesso a longo prazo e adoção em larga escala em todo a Europa.

O consórcio, formado pela IVECO, CNH Industrial Capital Europe sob a marca IVECO Capital, Shell, DISA, Scania e Nordsol, desenvolve atividades separadas que se traduzirão em mais de 2.000 camiões a GNL em circulação, 39 postos de abastecimento de GNL e a construção de uma unidade de produção de BioLNG na Holanda.

As estações de retalho de GNL farão parte de uma rede pan-europeia a ser criada na Bélgica, França, Alemanha, Holanda, Polónia e Espanha. As estações estarão separadas por aproximadamente 400 km ao longo dos principais corredores rodoviários entre Espanha e a zona Leste da Polónia.

A este propósito, Pierre Lahutte, presidente da marca IVECO, declarou em comunicado que “este projeto abre a possibilidade de uma transição harmoniosa para uma abordagem a uma economia circular baseada na produção de energia a partir de resíduos. Isto origina mesmo emissões negativas de GHG e torna possível o sequestro de carbono. O financiamento do projeto permite-nos ajudar os nossos clientes na conversão das suas frotas para GNL, através de competitivos planos de financiamento e leasing da IVECO Capital, aumentando o número de veículos a gás natural em circulação nas estradas da Europa e progredir em direção a uma indústria de transportes sustentável.”

A unidade de produção de BioGNL vai produzir 3000 megatoneladas/ano de BioGNL com recurso apenas a biogás produzido a partir de resíduos orgânicos. O combustível será vendido ao consumidor final através da rede de GNL. Num futuro próximo, o consórcio BioLNG EuroNet tem como ambição implementar ainda mais a expansão do GNL como um combustível para o transporte rodoviário em toda a Europa.