Tecnologia

Lisboa é, ou não, uma ‘smart city’?

Lisboa é, ou não, uma ‘smart city’?

A EY Portugal desafiou a sua equipa a descobrir as necessidades, problemas e oportunidades ao nível da IoT na cidade de Lisboa. O desafio ‘Smart City/Smart Team’ quis, assim, descobrir se Lisboa é, ou não, uma smart city e reuniu 75 novos membros da empresa que, divididos por equipas, rumaram a uma área especifica da capital para encontrar as oportunidades que a cidade apresenta.

“Os projetos apresentados pretenderam responder às questões relacionadas com a integração de um complemento de mobilidade para a população com limitações, bem como o desenvolvimento de um chatbot – Amália – em parceria com o Turismo de Portugal. As propostas tiveram como objetivo facilitar e melhorar a vida das pessoas, que se encontram nesta condição, através do desenvolvimento de diversas aplicações. Carsharing, restauração, atrações turísticas que sugerem um plano de visita à capital, afluência dos transportes públicos em tempo real e agendamento de refeições num interface multilingue são exemplos de apps que pretendem simplificar o quaotidiano da população”, revela a EY sobre as soluções apresentadas.

“A EY Portugal acredita que a integração de preocupações sociais nos seus objetivos estratégicos é fundamental para o seu crescimento sustentável e para a consciencialização coletiva dos seus colaboradores e foi por esse motivo que promovemos esta ação que vem demonstrar, uma vez mais, o papel ativo da EY na comunidade e na promoção de um mundo de negócios melhor”, sublinha Margarida Dias Talent Team Director da EY Portugal.