Transportes

MedWay investiu mais de 25 M€ desde a privatização

MedWay investiu mais de 25 M€ desde a privatização

No dia exato em que passam quatro anos sobre a data que assinala a privatização da CP Carga, a MedWay revelou que, desde julho de 2015, já investiu 25,4 milhões de euros.

Na conferência de imprensa Carlos Vasconcelos, presidente do Conselho de Administração da MedWay, referiu que estes resultados são “prova do sucesso da privatização e do modelo de gestão que foi implementado a partir dessa data”, reforçando a ideia de que será possível chegar aos lucros antes da data prevista.

“Estimávamos chegar aos lucros em 2020. Neste momento, e com base nos indicadores que temos até ao momento, acreditamos que seremos capazes de cumprir essa meta já este ano, o que é muito importante para nós”, disse Carlos Vasconcelos.

Comparando a situação em 31 de dezembro de 2018 com a que a MedWay herdou, em 2015, a empresa cresceu cinco vezes, superando os 12 milhões de euros em EBITDA, revelando que a a dívida líquida baixou para quase metade, ou seja, de 97 para 51 milhões de euros. Também o prejuízo que a empresa detém foi reduzido em 12 milhões de euros, para 213 milhões de euros, enquanto a receita aumentou 11% para 79 milhões de euros.

No que diz respeito à atividade da empresa, embora em tonelagem exista uma redução, esta é justificada pela administração com a quebra no transporte de carvão e cimento – devido à diminuição na exportação para África.

Já em termos de TEUS, a MedWay registou, comparado 2015 com 2018, uma evolução de 28%, enquanto no que diz respeito aos quilómetros percorridos, estes tenham aumentado 5% com o número de comboios a circular a incrementar em 12%.

De resto, a atividade dos contentores já representa 50% de toda a carga transportada pela MedWay, seguindo-se o carvão (15%), siderúrgicos (9%) e cimento (7%), num total de nove milhões de toneladas transportadas. Quanto aos TEUS, estes aumentaram em 420.000.

Focando-se na aposta que deverá existir na transferência do transporte por via rodoviária a favor da ferrovia, o presidente do Conselho de Administração da MedWay referiu que o objetivo é “ser líder no mercado ibérico” no setor ferroviário.