Quantcast
Transportes

Mercedes anuncia novo Citan e diz que será último modelo comercial a combustão

novo Mercedes Benz Citan

A Mercedes-Benz revelou a nova edição do seu modelo Citan, preparado para entregas dentro da cidade e operações de prestação de serviços. Em comunicado, a marca explica que as encomendas para a nova carrinha compacta abrem a meio de setembro deste ano.

“Com o Sprinter e o Vito, estamos presentes com sucesso nos segmentos de carrinhas de grande e média dimensão. O novo Citan no segmento das carrinhas pequenas vai arredondar o nosso portfólio. Foi totalmente redesenvoldido por profissionais para profissionais. Desde o seu design inconfundível até às suas características de condução, para não falar dos seus sistemas de segurança e conectividade, o Citan tem o ADN de um Mercedes-Benz”, diz o Head of Mercedes-Benz Vans, Marcus Breitschwerdt.

“Ao mesmo tempo, o Citan é também o último projeto de novos veículos para clientes comerciais da Mercedes-Benz Vans com um motor de combustão. Todos os futuros desenvolvimentos estarão exclusivamente disponíveis com uma unidade elétrica. Um passo lógico desta eletrificação consistente é, portanto, o novo eCitan”, explica.

O Citan será lançado no mercado como uma Panel Van e um Tourer. Mais tarde haverá mais variantes com uma longa distância entre eixos, bem como uma versão Mixto. Mesmo na variante de distância entre eixos curtos (2716 mm), o Citan oferece mais espaço em comparação com o modelo antecessor – na Panel Van, por exemplo, o comprimento do compartimento de carga é de 3,05 metros (com a parede de partição flexível).

O novo modelo está disponível também com até duas portas deslizantes. As portas oferecem uma abertura larga em ambos os lados do veículo medindo 615 milímetros. A altura da abertura do compartimento de carga é de 1059 milímetros.

No lançamento para o mercado, a gama de motores do novo Citan será formada por três modelos a gasóleo e dois a gasolina. A versão elétrica será lançada na segunda metade de 2022. Espera-se que a autonomia seja de cerca de 285 quilómetros, de acordo com a WLTP. Nos postos de carregamento rápido, espera-se que a bateria demore 40 minutos para carregar de 10 a 80%.