Portos

Porto de Leixões nega a existência de 150 trabalhadores eventuais

Porto de Leixões nega a existência de 150 trabalhadores eventuais

A Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) emitiu esta sexta-feira (30 de novembro) um comunicado em desmente que existam 150 trabalhadores eventuais no Porto de Leixões. De acordo com a APDL, esta informação “foi avançada em duas peças veiculadas pela RTP”.

“Por não ser verdade, a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) apresenta o seguinte esclarecimento: no Porto de Leixões trabalham 207 estivadores, dos quais 2/3 têm contrato de trabalho regular”, diz ainda a APDL.

A administração do Porto de Leixões diz ainda que “repudia, por isso, todas as informações falsas que têm vindo a ser divulgadas sobre os trabalhadores da estiva em Leixões, as quais não honram nem fazem jus ao ambiente laboral vivido no porto e que, pelo contrário, só servem para projetar uma falsa imagem de Leixões”.