Transportes

Scania dá conselhos práticos como reabastecer com GNL

O reabastecimento com GNL (gás natural liquefeito) não é complicado; apenas há que seguir alguns passos simples. Para mostrar esse processo, a Scania criou um vídeo que mostra como é feito o reabastecimento nos veículos a GNL.

A procura do gás natural como combustível está a aumentar, graças à aposta num transporte cada vez mais sustentável. Reabastecer um veículo com GNL, quer se trate de um trator ou de um autocarro, é muito simples; basta seguir alguns passos simples. A Scania é a única marca que tem atualmente uma gama completa de camiões e autocarros movidos a gás natural, tanto GNC como GNL. Para facilitar esta tarefa, a Scania realizou dois vídeos breves, de cerca de três minutos, onde explica o processo de reabastecimento.

No processo de reabastecimento simples e seguro de um veículo a GNL convém ter em conta as características deste gás. Trata-se de um fluido que é abastecido a uma temperatura muito baixa, -130Cº, e a pressões máximas de 16 bares, pelo que requer a utilização de equipamentos de proteção individual (EPI) e a necessidade de não deixar nunca o reabastecimento sem vigilância.

Processo de reabastecimento de GNL:

  1. Parar o veículo, desligar o motor e desligar as baterias;
  2. Colocar os EPI: máscara, luvas, mangas e calças largas;
  3. Ligar a ligação à terra;
  4. Abrir as ranhuras de ventilação;
  5. Tirar os tampões, soprar as válvulas e mangueiras;
  6. Ligar as mangueiras, primeiro a de ventilação e em seguida a fase líquida;
  7. Premir start na bomba para iniciar o reabastecimento;
  8. Ao terminar o abastecimento, o processo deve ser realizado pela ordem inversa: retirar as mangueiras (primeiro a da fase líquida e depois a de ventilação), limpar as válvulas e as mangueiras, fechar as válvulas, tirar a ligação à terra e despir os EPI.

De referir que não se deve esquecer que, em muitas ocasiões, há que adquirir previamente o cartão do abastecedor para poder reabastecer em algumas estações de serviço. Além disso, convém ler as instruções da bomba, porque há pequenas diferenças entre umas e outras.