Quantcast
Supply Chain

Subida de preços e escassez de produtos: Reino Unido enfrenta ‘tempestade logística’

Brexit

Com o setor da logística a passar por um dos seus momentos mais complicados, com fluxos tensos na cadeia de abastecimento e problemas nos portos chineses para fazer escoar mercadorias, o Reino Unido, fruto também do Brexit, está a enfrentar uma grave crise.

Como relata a Reuters, também com falta de mão-de-obra no setor do transporte pesado de mercadorias, há agora risco de ruturas de stock no setor do retalho, com dificuldades dos retalhistas em encontrarem, inclusivamente, alguns bens essenciais.

Com as alfândegas a testemunharem sucessivos atrasos, devido à burocracia agora necessária para entrar e sair com mercadorias do Reino Unido, teme-se que  o Natal, época tradicionalmente de maior consumo, possa ser afetado de forma severa.

“Os motoristas de pesados são a cola que une as nossas cadeias de abastecimento. Sem eles, não podemos transportar mercadorias entre fornecedores, armazéns e lojas”, afirmou Andrew Opie, representante consórcio do retalho britânico, à Reuters. “Se não encontrarmos motoristas nos próximos 10 dias, é inevitável que tenhamos uma interrupção significativa no período que antecede o Natal”, alertou o responsável.