Transportes

Vendas de automóveis travam em agosto

Vendas de automóveis travam em agosto

O mercado automóvel nacional voltou a cair, pelo sétimo mês consecutivo, de acordo com dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP). Em agosto, foram matriculados 16 035 veículos automóveis, uma queda de 14,2% face ao período homólogo. No acumulado do ano, já foram colocados em circulação 188 514 novos veículos, uma diminuição homóloga de 5%.

A venda de veículos ligeiros caiu 19% face a agosto de 2018, contudo, o registo de novas matrículas de veículos de ligeiros de mercadorias aumentou 14,6%. O mercado de veículos ligeiros diminuiu no total 13,7% em agosto.

A quebra nas vendas foi ainda maior no mercado de veículos pesados, que registou uma descida de 31,2%, com 307 veículos vendidos em agosto. Destes, 282 foram veículos de mercadorias e 25 de pesados.

Importa referir que nos primeiros oito meses de 2019 entraram em circulação no mercado português 188 514 novos veículos, menos 5% do que em igual período em 2018. A Renault tem sido a marca mais vendida em Portugal ao longo deste ano, mas em agosto registou uma quebra de 57% nas vendas. A marca registou 1063 novas matrículas no mês passado, 8,5% do total, um valor que compara com as 2486 registadas em agosto de 2018. Por outro lado, desde o início do ano, a marca já vendeu mais de 21 mil veículos ligeiros de passageiros, menos 15% do que no período homólogo.

Em agosto, a marca mais vendida em Portugal foi a Peugeot, com um aumento de 1,5% nas vendas, com 1326 carros vendidos. Nos primeiros oito meses do ano as vendas totalizaram as 16 843 unidades, mais 2,1% face a 2018. Em sentido contrário, as marcas que registaram as maiores quebras de vendas em agosto foram a Fiat, com menos 27%, a Opel (-44%), a Volkswagen (-21%) e a Nissan (-50%).